Dólar e criptomoedas existirão por muito tempo de forma complementar, afirma CEO da Coinbase

Fundador da Coinbase, Brian Armstrong diz que dólar e cripto deverão ser classes de ativos complementares durante muitos anos.

Brian Armstrong, CEO da Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, publicou uma análise em seu perfil do X (Twitter), que enfatizou a importância do Bitcoin para a civilização ocidental.

Armstrong destacou que o Bitcoin deve se comportar durante muito tempo como um ativo complementar ao dólar americano. O executivo apontou o principal ativo digital como um bem complementar às moedas de governo inflacionárias, bem como um novo pilar da civilização.

“Ao contrário do que alguns podem supor, não creio que isto [o Bitcoin] seja uma ameaça ao dólar e aos EUA, penso que será um sistema de controle e equilíbrio natural que complementará o dólar e será o melhor defensor dos interesses americanos a longo prazo (e da civilização ocidental de forma mais ampla).“

Por fim, Armstrong destacou que as stablecoins ​​lastreadas em dólares desempenharão um papel importante na unificação desses mundos”. De fato, o mercado de stablecoins ultrapassa a expressiva marca de US$ 100 bilhões, a medida que se tornam uma importante classe de ativos na economia global.

Em uma resposta à publicação, Armstrong afirmou ainda que o Bitcoin pode servir como uma base para os direitos à propriedade privada e dinheiro sólido, pilares que são ratificados de tempos em tempos pela civilização.

A publicação gerou algumas respostas negativas de entusiastas do Bitcoin, destacando que o governo dos Estados Unidos possui uma ação hostil em relação ao mercado e aos princípios do setor.

- Anúncio -spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img