Comitê arrecada US$ 78 milhões e vai financiar políticos favoráveis às criptomoedas nos EUA

Mais de US$ 78 milhões serão direcionados a campanhas políticas favoráveis à cripto nos EUA.

Uma organização, que conta com o apoio de importantes nomes do mercado de criptomoedas, arrecadou US$ 78 milhões para financiar campanhas políticas de candidatos favoráveis ao mercado nos Estados Unidos.

O PAC Fairshake, um Super Comitê de Ação Política (SuperPAC) nos EUA, arrecadou a quantia de importantes nomes do setor, que incluem Brian Armstrong, CEO da Coinbase e os irmãos Winklevoss, fundadores da corretora Gemini.

Brian, que foi um dos principais financiadores da iniciativa, afirmou que “o dinheiro move o sistema”. 

No site oficial da organização, é possível realizar doações via cartão de crédito, criptomoedas ou Wire.

Esta não é a primeira iniciativa do tipo. Sam Beckman Fried, fundador da falida corretora FTX, gastou milhões financiando campanhas nos Estados Unidos. Sam chegou até a cogitar pagar US$ 5 bilhões para Donald Trump não concorrer à presidência dos EUA, afirmou o autor que está escrevendo a sua biografia:

“Sam acredita que poderiam pagar a Donald Trump para que não concorra à presidência […] quanto seria necessário? O número que estava circulando era de US$ 5 bilhões”.

O mercado de criptomoedas e criptoativos conta com centenas de milhões de entusiastas em todo o mundo. Por possuir um público relevante, que concentra principalmente pessoas mais jovens, o setor vem sendo decisivo em corridas presidenciais.

Recentemente, Javier Milei se consagrou como o novo presidente da Argentina. As ideias econômicas Milei estão diretamente relacionadas ao mercado de criptomoedas, que ele já declarou ser abertamente favorável.

Nos Estados Unidos, alguns candidatos para a corrida presidencial de 2024 já demonstraram interesse aberto ao setor. Robert Kennedy Jr, potencial candidato pelo partido Democrata, cogitou até mesmo a possibilidade de lastrear o dólar novamente em ativos fortes, como ouro e bitcoin, a maior criptomoeda do mercado.

Por sua vez, Donald Trump lançou uma coleção de NFTs. No entanto, ainda não é clara a posição em relação ao setor. Ele já afirmou no passado não gostar do bitcoin, por ser apenas outra moeda competindo com o dólar americano.

- Anúncio -spot_imgspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img